Porte de armas… Você é contra ou a favor?

Hoje, logo pela manhã, eu e meu marido tivemos uma conversa sobre legalizar o porte de armas para todo cidadão… ele sempre foi a favor do cidadão se defender e eu sempre fui contra essa legalização e por ser um tema muito polêmico e que dividi opiniões, vou apresentar, também, aqui no blog meus argumentos, apesar de fugir um pouquinho do tema do blog, mas como é o meu blog e eu escrevo sobre o que eu bem entender, vamo que vamo….rs.

Antes de mais nada devo dizer que sou exatamente liberal e capitalista, e tenho uma preocupação com as obrigações do estado para com os cidadãos.

Eu, enquanto cidadã de bem, tenho medo SIM, de qualquer atitude, palavras ou gesto meu ser mal interpretado, julgado e sentenciado nos segundos que demoram o puxar do gatilho, só porque o outro tem direito à propriedade. Por isso acredito muito mais no direito à vida do que no direito à propriedade. Armas na cintura de um sujeito comum é colocar cidadãos a mercê do humor e capacidade de controle emocional do outro, já que o único objetivo de uma arma de fogo é ferir ou matar outrem.

Nos meios de comunicação em geral nos deparamos todos os dias com mortes através de armas de fogo, após desentendimentos, aí fica a pergunta: Quantas vezes mesmo uma arma é usada apenas para se defender?? Quantas mortes não poderiam ser evitadas se não houvesse a disponibilidade?

Já ouvi diversos argumentos como: “A arma na cintura de um cidadão não fardado, tem a finalidade importantíssima de avisar aos demais que se alguém tentar fazer-lhe qualquer mal, ele saberá se defender” Será? Saberá mesmo se defender num momento de intenso nervosismo, sem se machucar ou ferir algum inocente? Cansamos de ver casos de bala perdida matando até mesmo crianças inocentes…. e o direito de ir e vir, onde fica?

Um outro argumento comum é  “em países onde cidadãos comuns são liberados de usar para carregarem armas legalmente, ferimentos e mortes causadas por armas de fogos são menos comuns”, mas galera, estamos no Brasil e aqui não é exatamente um país onde o bom senso caminha livremente pelas ruas vigiando e cuidando das pessoas.

Por tudo isso que acho que se você quer defender um argumento como o de  legalizar a posse de arma de fogo para cidadãos comuns e lutar por isso, lute primeiro por um Estado que eduque, que dê oportunidades e segurança ao ponto das pessoas não acharem que ter uma arma fará alguma diferença em suas vidas.

mulher_arma1

Anúncios