Resposta ao candidato à presidente Levy Fidelix.

Esse post é apenas para demonstrar tamanha revolta quando ainda vemos pessoas como esse ser humano, se é que pode ser chamado por… , candidato à presidente, declarando guerra à minoria, como ele mesmo se referiu à comunidade LGBT.

Essa semana, analisando algumas publicações com a #fidelix, eis que me deparo com esta carta escrita, e muito bem escrita por sinal, pela Loretta Martin, em que ela demonstra tudo aquilo que eu penso, por isso merece ser compartilhada….

Caro candidato,

Estou desde o dia do debate com algo entalado na garganta, por isso decidi escrever essa carta.
Antes de tudo, gostaria de dizer que sou heterossexual, então talvez minha opinião tenha alguma validade para o senhor, já que não está afetada por nenhum “distúrbio psiquiátrico que deveria ser tratado pelo meu plano de saúde”, como o senhor mesmo definiu.
Contudo, apesar de não ser afetada por “essa doença horrível”, conheço e convivo com muitos homossexuais, e talvez por isso sua fala tenha me incomodado tanto. Eu acredito (espero, torço) que, pelo seu discurso, o senhor nunca tenha convivido com alguém assim.
Pois bem, sou atriz e vivo no meio das artes há algum tempo, e, talvez por ser um meio mais aberto às diferenças (aquelas inerentes de todo ser humano), conheço provavelmente mais homossexuais do que héteros.
Para mim, eles não são “uma minoria que precisa ser enfrentada”. São meus mestres, professores, alunos, companheiros de trabalho, familiares, amigos, irmãos. São as pessoas que me apoiam todo dia quando algo está ruim e que fazem questão de dividir comigo as pequenas felicidades da vida. São as mulheres que me dão um ombro para chorar quando as coisas ficam difíceis, e os homens que me defendem quando algum cara hétero (esses que você diz ser sãos e que um dia serão “pais ou avôs de família”) chega bêbado em uma festa tentando passar a mão em mim e me beijar a força.
E não digo que são sempre mil maravilhas não. Já perdi a paciência com vários, e já critiquei a atitude de tantos outros por agirem de uma forma que eu discordava. Assim como fiz com alguns negros, e brancos, e orientais, e heterossexuais, e roqueiros, e playboys, e sabe-se mais quantos outros rótulos eu poderia listar aqui.
Mas uma coisa que eu nunca – nunca – duvidei, é a capacidade deles de amar.
Imagine o senhor o tamanho de um amor que faz você enfrentar uma sociedade inteira, colocando sua integridade e saúde em risco. Quase um Romeu e Julieta, sabe, aquele casal heterossexual de Shakespeare?! Que ótimo seria se todos os casais se amassem assim, né?! E que filhos felizes seriam todas essas crianças nascidas desse amor.
Mas, como o senhor bem colocou, casais homossexuais precisam procurar formas alternativas para ter filhos. Mas não se preocupe! Isso não vai reduzir o seu valoroso número de 200 milhões de brasileiros.
Alias, você sabia, caro candidato, que desses 200 milhões de brasileiros, cerca de 8 milhões são crianças abandonadas? São bebês que foram abandonados em latas de lixo, crianças negligenciadas em abrigos, meninos e meninas que foram afastados dos pais por abuso sexual. Todas produzidas de forma inteiramente “natural”, por casais heterossexuais. Aliás, algumas nem foram abandonadas, mas são obrigadas pelos pais a pedir esmola nas ruas. “Vai pra Paulista e anda lá e vê. É feio o negócio lá, né?!” Que bom seria se essas 8 milhões de crianças pudessem ter pais e mães amorosos, um lar, comida e educação.
Enfim, candidato, gostaria apenas de pedir que o senhor repense bem e conheça melhor as pessoas antes de julgá-las assim. E, por favor, não use verbos como “enfrentar” as pessoas que, de forma alguma, te apresentam alguma ameaça. Os brasileiros deveriam enfrentar o câncer, a AIDS, a miséria, a ignorância e outras tantas doenças do nosso país, não uns aos outros.

Atenciosamente,
Loretta Martins.

Link do post: https://www.facebook.com/lorettaalmartins/posts/10152733598473766

Parabéns Loretta Martins, você soube traduzir em palavras, tamanha indignação!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s